Translate

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016


Sou a avenida cheia
De gente rápida e feia
Sou colorida inteira, concorrida e meia
Sou diariamente a dor que me passeia
A dor que me anseia ser
Particularmente rua

Sou um sol brilhante
De um dia incandescente
Sou luz calor calante
Bruxa de um chão doente

Sou diariamente a dor que me passeia
A dor que me anseia ser
Particularmente, lua

Sou toda gente em mim
Santo e demônio em mim
Deus e o diabo em mim
Céu e inferno em mim

Sou diariamente a dor que me passeia
A dor que me anseia ser
Particularmente, tua.

Amelinha


Me identifico completamente com esta música!

Aliás, EU QUERIA DIZER ALIÁS, 
EU QUERIA DIZER
MEDO!

NECESSIDADE DE ACEITAÇÃO!
EU QUERIA DIZER:
FALTA DE RESPEITO!!!
MAS PREFIRO DIZER:
DESMESURADAMENTE

AMOR!!!

AMOR

AMOR

AMOR

COMO ESTA PALAVRAPERDEU O SENTIDO!

MAS EU PREFIRO DIZER:
GRATIDÃO!!!

POR TUDO!!!

POR TUDO!!!

POR TODO O BEM

E

POR TODO O MAL!

POR TODO O PRAZER

E

POR TODA A DOR!

POR TODO O CÉU

E

POR TODO O INFERNO!

TUDO É

APRENDIZADO!!!

O CONHECIMENTO

NÃO PODE

NOS DAR A

PAZ!

É IMPORTANTÍSSIMO,

MAS,

NÃO PODE

NOS

TRAZER

a paz.

CARLOS MAIA
19/02/16

Nenhum comentário:

Postar um comentário